O pastor que não conhecia o Pastor

Publicado em 07/09/2011

Dois pastores ingleses estavam passando as férias de verão nas belíssimas montanhas do País de Gales. Caminhando pelos campos, encontraram um menino, pastor de ovelhas, que estava apascentando o seu rebanho. Pensando na metáfora do ministério com a obra do pastor de ovelhas, provocaram uma conversa com o pastorzinho. Descobriram que ele nada sabia de Deus, da Bíblia, de Cristo, o bom pastor, nem de igreja. Esforçaram-se por ensinar-lhe o Salmo 23. Para facilitar a memorização, sugeriram associar cada um dos versículos com um dos dedos da mão direita. Assim, ao dizer cada versículo, o menino seguraria, com os dedos da mão esquerda, os dedos correspondentes aos versículos.

Fim das férias, os pastores foram embora e rapidamente se esqueceram do episódio. No verão seguinte, voltaram. Caminhando pela redondeza, um dia pararam na sede de uma fazenda para solicitarem um copo de água. Enquanto a atendente estava buscando a água, ficaram observando um retrato colocado sobre a lareira. Quando a senhora chegou com a água, um deles comentou que aquele jovem da foto se parecia com alguém que eles conheceram. A senhora disse ser isso impossível, pois que aquele era seu filho, morto no último inverno em meio a uma tempestade de neve. Morrera procurando uma ovelha extraviada.

Um dos pastores se lembrou do encontro do verão anterior e o comentou com a mãe. Esta, manifestando interesse, comentou: - Há uma coisa que talvez vocês possam me explicar então. Ao ser encontrado, vimos que o corpo dele havia caído num precipício e estava congelado. Mas os dedos de sua mão direita seguravam firmemente o quarto dedo de sua mão esquerda. E vocês sabem qual é o versículo correspondente ao quarto dedo? "Ainda que eu ande pelo vale da sombra e da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me consolam." Salmo 23.4

Pastor Moisés Móra

kariscoral@gmail.com
Igreja Adventista de São Francisco do Sul